Diretor executivo do IES participa de Congresso da Unidas e discute modelo de saúde suplementar mais sustentável


Data de Publicação: 09/10/2023
Diretor executivo do IES participa de Congresso da Unidas e discute modelo de saúde suplementar mais sustentável
O diretor executivo do Instituto Ética Saúde, Filipe Venturini Signorelli, foi o mediador do painel ‘Abordagens Colaborativas: modelos colaborativos e parcerias entre as partes interessadas em saúde, para impulsionar iniciativas de cuidados baseados em valor’, no 26º Congresso Unidas, realizado em Salvador (BA), em 4 de outubro. Participaram o diretor comercial da Health Solutions Group Brazil, André Luis Gall, e o professor da FGV e diretor da ATCGEN/SYNAT, Carlos Eduardo Sverdloff. 
 
“Um sistema de saúde não sustentável mata, segrega vidas e atendimentos de qualidade. O bem-estar do paciente começa pelas formas com que as relações econômicas dos atores que compõem a cadeia da saúde acontecem. O que vemos, muitas vezes, é o paciente se tornar apenas um número, sendo coisificado em um patamar de ‘lucros e despesas’”, iniciou a fala, Signorelli.
 
O executivo destacou que o IES é o interlocutor entre todo o setor da saúde, proporcionando o diálogo sobre as conduções, em particular nas relações econômicas. Na opinião de Filipe Venturini Signorelli, é fundamental que os envolvidos tenham noção real do seu papel, em assumir todas as responsabilidades necessárias. “Discute-se muito a migração do fee-for-service para pay for performance (P4P), dentre outros. Há disposição concreta para que sejam revistos tais formatos? Estes se enquadram no modelo em que foi construída a cadeia de valor na saúde no Brasil, em nosso formato legal e cultural? Quem está disposto a mudar para verificar a real efetividade? Devemos agir para testar um formato, um acordo compartilhado de riscos, ou seja, deve-se encarar riscos baseados na performance e tentar tal modelo”, concluiu.
 
Ele propôs montar um grupo – junto à Unidas, que integra o Conselho Consultivo do Instituto Ética Saúde – para estudar e buscar quem esteja de fato disposto a implementarem um novo sistema de remuneração.